Dicas para as mamães de primeira viagem

  • A primeira dica para as mamães de primeira viagem é. Quando forem retirar o seio,

faça isso de forma GRADUAL, jamais de um dia para o outro!

 

  • A segunda dica é que a noite, desde quando o bebê chega no lar, é melhor acostumá-lo a dormir no escuro.

 

  • A terceira dica para as mamães de primeira viagem é que é necessário e melhor para o seu bebê

que ele durma num quarto separado. A ciência e a experiência de Pediatras, Médicos, Psicólogos e experiências práticas

demonstram que isso contribui para a formação da personalidade do bebê e defini melhor o papel de pai, mãe e filho.

 

  • A quarta dica é para os pais. Brinque com seu filho!

 

  • A quinta dica é para as mamães. Se seu filho é forte e saudável, não é necessário dormir grudada nele!

 

  • A sexta dica serve para o casal, vocês dois não podem perder a privacidade e intimidade, por isso seu bebê não pode ficar entre vocês durante as noites.

Num primeiro momento que o bebê chega no lar, se quiser deixá-lo no mesmo quarto está ok, mas jamais faça

cama compartilhada e não deixe que o bebê fique no mesmo quarto por mais de 6 meses

 

A mamãe de primeira viagem deve saber impor limites

A imposição de limites já se inicia através da amamentação, significa que deve haver

horários fixos para isso e o pai deve apoiar a mãe e os dois se entenderem.

Seu bebê precisa de uma rotina diária, não deixe que o dia a dia dele seja uma bagunça, podendo haver uma leve flexibilidade

em relação a isso, ou seja, as vezes nos finais de semana ou nas férias pode deixá-lo mais livre para fazer o que quiser.

 

Um outro erro gravíssimo cometido é a repetição da negação, “NÃO”, pelos pais e mães.

Este é um veneno aos pequenos, não repita a palavra não, ao invés disso mostra o que deve ser feito, através de

comandos CLAROS, SINCEROS E AMOROSOS.

 

Por exemplo: ao invés de dizer “Filha, quantas vezes eu já falei, não poder fazer bagunça aqui!”

Diga: “Filha, fique sentadinha ali, e desenhe um avião nessa folha de papel, pegue essa caneta aqui.”

 

A repetição da palavra negativa durante alguns anos é um veneno que irá doer no futuro pois

debilita e estraga o emocional do seu filho(a).

 

Elogios são uma benção, validar o seu filho(a), faz ele sentir valor próprio, faz dele alguém com maiores chances

de vencer na vida no futuro.

 

Um beijão!